sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Porque ninguém consegue separar os verdadeiros amigos


Este é o anúncio da Budweiser para o Super Bowl e acho que com ele podemos aprender que a amizade verdadeira é impossível de separar e eu já tive várias provas disso! Desde colegas da faculdade até ao meu grupo de secundário.
Já se passaram 6 anos (dos quais 3 separadas por km de distância, aulas, trabalhos, estágios, exames, etc...) mas nada do que nos separa nos destrói. Somos menos desde que começamos, é certo, mas acho que é isso que mostra quais as verdadeiras amizades, as que sobrevivem a tudo! Somos mais unidas do que nunca e apesar de nos vermos só de longe a longe, quando nos encontramos existe sempre a cumplicidade e a alegria de nos voltarmos a juntar.
Ainda para mais agora estamos em fase de saldos! xD
Convide 4, conte com 8! 
O amor é lindo :) Mas a amizade é tudo!

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

"Oh Sweet Lorraine"

video original

Para quem preferir ver o video legendado podem ver este.

Esta música foi enviada em carta para um estúdio de gravação por Fred, 96 anos de idade, 1 mês após o falecimento da sua amada esposa.
Passaram 75 anos juntos e o senhor emocionou-se com o gesto (gratuito) como podem ver no final do video
Se quiserem podem compra-la no itunes (aqui) ou no google play (aqui) para ajudarem o Fred.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

"Let it Go" do filme Frozen em 25 línguas

~

Todas belas à sua maneira. :)
Repararam como as próprias vozes são todas parecidas?

Tragédia no Meco

É com muito orgulho e muito amor pela academia que vos deixo este texto do meu antigo Dux. Espero que com ele percebam o verdadeiro sentido da praxe. E lembrem-se a escola é boa para a integração dos alunos na sociedade mas (infelizmente) não deixa de haver bullying dentro dela...

"Nunca quis entrar nesta histeria anti praxe... mas eis que o faço porque fui e ainda sou,quando posso, praxista.
Fico espantado quando num momento de luto,porque morreram pessoas, ninguém os chora. Só os pais a pedirem explicações (deixo já um abraço solidário, ainda que não sendo pai, choro por eles).

O resto deste povo, deste meu povo, do qual eu faço parte SEMPRE, quando o CR7 faz «hat tricks» aos suecos, (porque até aí era uma"merda"), tem sempre um julgamento e uma sentença pronta. Para o que sabe e para o que não sabe. Ainda não se sabe se foi praxe ou se foi um grupo de gente trajada...Há portugueses a morrer em desastres de viação...e ainda há gente a conduzir bêbada... Julgar e arranjar bodes expiatórios é o que, nós, portugueses fazemos de melhor....

Mas o que interessa portanto é bater em alguém. Porque alguém tem que ser culpado. Da morte infeliz e lamentável desses jovens que infelizmente estavam lá. Não se sabe se em praxe ou não. Mas os culpados desse infeliz e lamentável episódio são os praxistas. Todos eles. Até os que ajudam os mais carenciados, os que limpam matas, os que organizam dias da beneficência para ajudar instituições de caridade, os que realmente fazem praxe e integram com apontamentos,sebentas e conselhos os mais novos. Acabe-se com isso!

A nossa comunicação social faz do melhor que lhes compete, infelizmente....o vender jornais, arranjar audiencias num país que "come" a casa dos segredos e as repetições dos casos das arbitragens.....ACORDA PORTUGAL!!! A piada está em estações de televisão a lutarem por audiências que vivem de "reality shows". De repente, para dizer mal da praxe, tudo se une para julgar o particular como um todo. 

Gostava de ver essa assertividade quando o mundo nos classifica como uns merdas. Não há, escondem-se. Porque, infelizmente, o pseudo-jornalismo neste país, dizem-me que é de esquerda. Independentemente do que seja, pelos vistos é mal informada, capaz do julgamento fácil e barato para fazer as primeiras páginas do sensasionalismo.... Haja por favor mais qualidade em quem escreve para esta mui nobre Nação....E antes que critiquem o meu texto por algum português incorrecto, eu não sou um profissional, não me pagam para escrever.

Sou apartidário mas é gritante esta difamação gratuita, incólume e desinformada sobre a praxe. Num país dito moderno,haja o direito às diferenças e às opções. Sejam elas de estilos de vida, de sexualidade ou de adopções.... fico confuso em ver quem defenda a liberdade de escolha e depois declaram-se anti coisas que nunca viveram, ou se o fizeram foi de repente, e, sem dúvida, pelos motivos errados....qual é o argumento ou base de sustentação do mesmo agora?

Para que fique claro defendo que a Praxe seja de integração e não de abusos. Partilhando um pouco da minha vivência pessoal sobre este assunto, enquanto praxista activo e até Dux nunca procurei ser conotado como um Calígula ou como um Átila.
Procurei sempre respeitar as diferenças, até porque estas são, indubitavelmente, positivas. E, para que fique claro, as praxes em Lisboa são diferentes do Porto, Coimbra, etc....Este assunto mereceu uma boa hora de conversa com um grande amigo, advogado ,que ao jantarmos, comparámos episódios de praxes de Coimbra e do Porto das quais saudosisticamente presenciámos....com um hiato de 50 anos.

A minha intervenção vem, portanto, no sentido da racionalidade de evitar julgar o particular pelo todo.... Defendo que se deve apurar o que realmente aconteceu no Meco, muito embora salvaguardando que a Praxe se distancia de (possíveis) erros individuais. Se tal se provar. que seja julgado como qualquer outro cidadão que se provado culpado aprenda com os actos cometidos.

Mas é mesmo isso que merece a nossa atenção ou é mesmo o estado deste País? Concentrem-se, vá....

PS- Uma palavra de respeito e solidariedade aos familiares das vítimas desta tragédia. Os meus profundos e sentidos pêsames. Deixo-vos com uma frase que me marcou num momento de profunda dor:
"As pessoas só morrem quando são esquecidas...."
Vale o que vale.... Abraço a todos."

domingo, 26 de janeiro de 2014

"o que tenho de torta eu tenho de feliz"


"nem vem tirar meu riso frouxo com algum conselho
que hoje eu passei batom vermelho
eu tenho tido a alegria como dom
em cada canto eu vejo o lado bom"

A verdade é que sempre fui uma pessoa alegre e que no meu cantinho, na minha casa, com aqueles que amo, eu arranjo sempre um motivo para sorrir, nem que seja o mais bobo que possa haver. Claro que ás vezes também choro mas sempre aprendi que a vida é feita de altos e baixos e que muitos sobrevalorizam a parte negativa.
Sempre fui uma pessoa positiva, que tende sempre a ver o lado bom de tudo e de todos. Como em toda a gente, ás vezes isso não se realiza, mas na sua maioria é assim... Acredito que há sempre algo de bom naquilo que acontece na nossa vida. 
A perda de um familiar próximo é dolorosa mas todos passam por ela. E no fim de algum tempo, o que sobra? As lembranças dos sorrisos, brincadeiras e coisas banais que por não se terem desvanecido da memória com o tempo nos fazem sorrir. 
A má nota naquele exame importante é um desgosto mas também um incentivo para na próxima fazermos melhor e mostrarmos ao mundo que somos capazes! 
É como aquela história de um copo meio-cheio ou meio-vazio. Tudo depende da perspectiva da pessoa.
Sou maluca, falo alto, rio histericamente, mas querem saber?
Sou super feliz com a vidinha que tenho :)

A importância de ter um amigo ultrapassa espécies

 

Lily é um Great Dane com 6 anos que perdeu a visão e entrou num estado depressivo até que apareceu Maddison.
Maddison fica sempre perto da Lily para a guiar. Para isso ele vai encostando o seu corpo no dela para ela saber a direcção.
Eles têm um laço muito forte que os une e nunca se separam.

Todos precisam de um amigo

sábado, 25 de janeiro de 2014

"Só um Mundo de Amor pode Durar a Vida Inteira" por Miguel Esteves Cardoso

Vale a pena ler...

"Há coisas que não são para se perceberem. Esta é uma delas. Tenho uma coisa para dizer e não sei como hei-de dizê-la. Muito do que se segue pode ser, por isso, incompreensível. A culpa é minha. O que for incompreensível não é mesmo para se perceber. Não é por falta de clareza. Serei muito claro. Eu próprio percebo pouco do que tenho para dizer. Mas tenho de dizê-lo. 
O que quero é fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixonade verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria. 
Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo". O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios.Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas. 
Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há,estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. 
Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo? 
O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida,o nosso "dá lá um jeitinho sentimental". Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar. 
O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto. O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. 
O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem. Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado,viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir. A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a Vida inteira, o amor não. 
Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também."

Miguel Esteves Cardoso, em 'Jornal Expresso'

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Balões - uma lição de vida


A minha interpretação:
O que eu percebi é que os balões são memorias e acontecimentos da tua vida e que vais coleccionando imensos bons momentos, como sair com os amigos e conhecer novas pessoas. Mas que um dia podem haver decepções e não podes simplesmente apaga-las da memoria. Estás zangado mas isso não faz com que possas esquecer. 
No entanto, se conheceres alguém que se torne importante, como um novo amor, consegues esquecer essas memórias ou simplesmente torna-las insignificantes. E essa pessoa vai aumentar a quantidade de balões que possuis porque vai partilha-los contigo quando fizerem a vida em conjunto. É a historia do "juntos somos mais"
Mas um dia, essa pessoa que te deu tudo vai falecer e a memoria vai ficar gasta, vais perder os balões que guardam as pequenas historias da tua vida. E nesse dia o importante é que não sejas egoísta e que partilhes o que sabes com os mais novos para que também eles possam ter uma vida cheia de balões que queiram para sempre relembrar e trazer consigo. Porque é assim que todos começamos, com alguém que nos oferece o primeiro balão. 

Esta é a minha interpretação, mas tenho a certeza que muitas outras pessoas terão uma interpretação diferente.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Qual o resultado de 1+2+3+4+5+6+7+... =?


Eu não sabia! :o Pensava que seria ∞ mas não é!
Amazing! 

Aqui está a base de toda a solução:
1-1+1-1+1-1+... = S
1 - ( 1-1+1-1+1-1+...) = S
1 - S = S
1 = 2S
S = 1/2

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Lealdade Canina

Tommy é um cão que vai diariamente à igreja à espera da sua dona, Maria. A razão? Foi lá que a viu pela última vez, no seu funeral...
É por isso que não consigo deixar de amar estes pequeninos de 4 patas. Eles têm um amor incondicional que supera tudo.

"Because I'm Happy!"

FÉRIAAAAAAAAAAAAAS!

OH YEAH!!!


"Because I'm happy
Clap along if you feel like a room without a roof
Because I'm happy
Clap along if you feel like happiness is the truth
Because I'm happy
Clap along if you know what happiness is to you
Because I'm happy
Clap along if you feel like that's what you wanna do"

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

PARABÉNS MEU PUTO ♥


Não sei bem o que dizer, porque nunca sei o que dizer no aniversário de alguém.
Mas desejo-te tudo de bom. Que hoje e o resto da tua vida seja a soma de momentos felizes, sonhos concretizados e obstáculos ultrapassados. Que sejas feliz com a tua família, que a aumentes com todo o amor do mundo, e que no fim da tua caminhada possas olhar para trás e sorrir pelo que construíste.
Que o que temos seja eterno e que a rotina nunca tenha a capacidade de o abalar.
Mas se não for "para sempre" espero que saibas que poderás sempre contar comigo porque somos mais que um casal, somos melhores amigos e o suporte um do outro. Estamos lá nos bons e maus momentos. Vivemos os sorrisos e as lágrimas do outro como se das nossas próprias se tratassem. 
Espero ver-te subir ao topo bem de perto, festejar contigo as tuas, minhas e nossas vitórias e ajudar-te a levantar das derrotas. Lembra-te sempre que só é fraco quem desiste, porque quem consegue sabe que não existem dois caminhos - o do falhanço e o da vitoria - mas sim vários. Porque antes do sucesso o vencedor falhou várias vezes e o importante é que em nenhuma delas desistiu. 
Mas mais importante que isso, tenho de te agradecer por não teres desistido. Por teres lutado por nós mesmo quando eu apenas negava o que sentia. Obrigada por não desistires de mim mesmo quando as minhas palavras te magoavam e espero que hoje e sempre sintas orgulho em cada "Amo-te" que digo e em cada sorriso meu, pois provaste que os mereces mais do que qualquer outra pessoa.
Espero daqui a uns anos poder dar-te os parabéns com um beijo ao acordar do teu lado ou até ser acordada por uma pestinha a dizer "mamã, o papá faz anos!". 

*Amo-te meu chef *

domingo, 19 de janeiro de 2014

"Dezenas de pessoas presas na Nigéria com entrada em vigor de lei que proíbe homossexualidade"

Este é o título de uma notícia do jornal Público.
A lei diz:
“Qualquer pessoa que se associe, opere ou participe de clubes gays, sociedades ou organizações e demonstre publicamente, directa ou indirectamente, um relacionamento amoroso com outra pessoa do mesmo sexo na Nigéria comete uma violação e estará sujeita à condenação a dez anos de prisão”
E é aplicada pena máxima a quem realize ou cerimónias de casamento ou viva em união de facto - 14 anos.
Sabe-se ainda que esta é uma 2ª versão da lei, visto a primeira versão antes da revisão incriminar também quem conhecesse algum homossexual e não o denuncia-se. O que significa que, por exemplo, os pais teriam de denunciar o próprio filho ou filha para não serem também punidos, 
Convém realçar que a Nigéria é um país em que a população é metade cristã e metade muçulmana e ambas são bastante hostis com os homossexuais tendo por isso mesmo o apoio maioritário da população. Esta lei já tinha sido aprovada pelo Parlamento e foi assinada na segunda-feira (13 de Janeiro) pelo Presidente e posta logo em prática causando a prisão de dezenas de pessoas.
A ONU considera que a lei viole o direito internacional e a Amnistia Internacional afirma que "ataca direitos básicos". Apesar de países como o Canadá, a França e o Reino-Unido condenarem esta lei, a reação mais forte foi a dos EUA, em que o vice-presidente afirma que "além de proibir o casamento gay, essa lei restringe de forma perigosa a liberdade de reunião, associação e expressão para todos os nigerianos”.

Não é novidade que a lei seja um atentado aos direitos humanos retirando liberdade e igualdade ao povo deste país e é ainda mais chocante que este não seja o único país a fazê-lo (existem 36 países que punem a homossexualidade, dos quais 31 são no continente africano) apesar de ser o mais populoso de África. Esta decisão pode ser uma bomba-relógio que promove a mesma decisão por parte de outros países (como por exemplo Uganda).
Para além disso restringe o turismo do país pois pessoas de outros países podem ser igualmente punidas.
É caso para dizer, o mundo anda louco! Ou serão as pessoas..?

sábado, 18 de janeiro de 2014

Filmes



About time foi um filme (comédia romântica) que vi há algum tempo mas que acho muito bonito. 
O IMDb atribuiu-lhe 7,9 em 10 de classificação
Vejam o trailler:

Aqui fica a sinopse, espero que gostem tanto como eu:
Aos 21 anos, Tim Lake descobre que consegue viajar no tempo… Após mais uma insatisfatória festa de Ano Novo, o pai de Tim revela-lhe que os homens da sua família sempre tiveram a capacidade de viajar no tempo. Tim não pode mudar a história, mas consegue alterar o que acontece ou aconteceu na sua própria vida - então, decide tornar o seu mundo um lugar melhor… arranjando uma namorada. Infelizmente, esse feito tornou-se mais complicado do que previa. Ao mudar-se de Cornwall para Londres, para estudar advocacia, Tim finalmente conhece a belíssima, mas insegura, Mary. Apaixonam-se, mas um lamentável incidente nas viagens pelo tempo faz com que ele nunca a tenha conhecido. Assim, voltam a encontrar-se pela primeira vez, várias vezes, até que, finalmente, depois de muita astúcia a viajar no tempo, ele conquista o seu coração. Tim utiliza o seu poder para criar o pedido de casamento perfeito, para salvar o seu casamento dos piores discursos dos padrinhos e para salvar o seu melhor amigo de um desastre profissional. Mas conforme a sua vida progride, Tim descobre que a sua habilidade única não o pode salvar das mágoas, amores e dissabores que afetam todas as famílias, em todo o lado. São grandes os limites para o que se consegue com as viagens no tempo, assim como os perigos.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Como tirar a rolha sem saca-rolhas

Porque ás vezes o instrumento não está "à mão de semear" ou porque não estamos em casa e não o temos connosco ou até mesmo porque não o encontramos.
Aqui fica a dica de como retirar a tampa de uma garrafa de vinho:


Algum aventureiro(a) vai realizar a experiência e comprovar o video? 

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Parabéns a minha peste!

Faz hoje 9 anos que nasceu o benjamim da família. Apesar de o amar muito e saber que ele é muito inteligente, tenho medo que a elevada capacidade financeira dos papás o estrague. Pode parecer um medo estúpido mas acreditem, é um medo racional, ou não teria eu ouvido à uns tempos atrás este comentário:
- Não te sentes triste por eu só ter 8 anos e já ter um tablet e tu não? Um miúdo de 8 anos tem e tu não!
Pois... 

No entanto, preocupações ao lado, hoje é o teu dia! E daqui a 8 meses será o meu xD
Adoro-te meu reguila! 


CR7 - O melhor do mundo pela Melhor Rádio

Para mim as manhas da comercial são a melhor forma de acabar com a má-disposição matinal e como sempre, o Vasco Palmeirim não vacila. Aqui fica o video dedicado ao melhor do mundo do futebol.


Tudo isto porquê?
Porque ele mereceu! Porque é mesmo o melhor do mundo!
Porque sou uma portuguesa feliz pelo "nosso menino" que é mais uma prova de que em Portugal também se fazem bons profissionais!
E porque a melhor parte desta música é "Rala queijo com os abdominais" xD

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

A importância dos cães para veteranos de guerra


"we not only help people who cannot see
but also those who have seen too much"

Nós não só ajudamos quem não vê
como também ajudamos quem já viu demais.

domingo, 12 de janeiro de 2014

Momento cute!


que coisinha mais fofa! :3
Ele só tem 1 ano e 11 meses mas já acompanha o "papai" na música xD
A música é Don't Let Me Down - The Beatles
Muitos parabéns aos dois músicos 

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Só queria uma prova

Não tenho vontade para nada. Só me apetece dormir e ver o tempo passar.
Queria ver o meu futuro. Saber como será daqui a uns anos. Saber se todos os medos de agora serão superados. Ver que acabei o curso com sucesso, que arranjei um bom emprego e que o ganhei por mérito próprio e não porque o tio é Managing Director das empresas X e Z. Não me importo de trabalhar com ele. Apenas queria que não tivesse nada a ver com o facto de lhe ter feito aquela vontade ou de o ter ajudado em algo. Não quero que seja pela companhia nas viagens da empresa, nem pelo amor que tenho ao filho dele. Só queria que ele aprovasse as minhas capacidades, que visse algo em mim que valesse a pena, algo que fosse promissor e que o levasse a considerar um futuro emprego.
Só queria uma prova de que sou capaz. De que o meu futuro me sorri. 
Uma prova de que não sou a m*rda que penso ser. 
Uma prova de que eu consigo e de que não vou desiludir a minha família.


quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Beleza [in/ex]terior


"Eu deveria ter nascido do avesso. Meu interior é muito mais bonito."


Ás vezes acho que a beleza em mim só está por dentro...

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

domingo, 5 de janeiro de 2014

"Tu és uma chata"

Foi a tua última frase para mim, a última vez que te vi, vivo e a brincar, apesar da febre alta. E ainda dói muito passar naquele corredor e saber que se entrar naquela porta verei um quarto vazio. Silencioso e frio.
A noticia da tua partida foi como um murro no estômago. Não te disse adeus nem o quanto gostava de ti. Não soubeste o quanto me irias fazer falta nem como eras parte de mim. 
Eu sei que não ouvias mas espero que mesmo assim guardes na memória as gargalhadas que davas e nos proporcionavas. Porque esta casa perdeu cor e alegria quando te perdeu. Porque esta família ficou mais negra, menos alegre e menos disposta à palhaçada. 
Porque vou ter saudades de ser a tua "daughtinha" ou "a minha menina" como sempre me chamavas, de ouvir os chinelos a arrastar, ou a maquina do oxigénio que parece que ainda oiço à noite. Vou ter saudades de quando enfiavas o braço no meu e dizias que nos íamos casar, ou de quando jogávamos dominó e conseguias sempre ganhar. 
Vou ter saudades tuas avô. 
E relembro-te hoje e sempre.

"O tempo não é sempre generoso e levou-te para aquele lugar onde te deixaste descansar. 
Sabes o que desejei, avô? Que aquele hospital não fosse a tua última casa, porque ainda tinha muito para aprender. Que abrisses os olhos e me visses assim, com tanto de ti."

sábado, 4 de janeiro de 2014

"I'm only human"

Christina Perri - Human 

Saiu hoje e diz muito sobre mim.
Não porque há alguém que me magoa e se esquece de que não sou uma maquina perfeita mas sim uma humana. Mas porque eu própria não me dou descanso e apenas critico, auto-destruo e desmotivo. Eu apenas não vejo nada em mim que seja bom - razão pela qual tenho uma auto-estima baixa, não socializo muito fora do meu circulo de amigos e também pelo meu "não-gostar" de tirar fotos.
Apenas acho que nada que venha de mim ou comigo tenha valor e por isso não deve ser relembrado ou mostrado ao mundo. Só isso...

Infelizmente é o que mais se vê :(


Joel Rodrigues ft Carolina Torres - Não tenho iPhone

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Wish me luck!

Primeiro exame de 2014 (daqui a 35 min), sê bonzinho comigo ok?

E para todos os que tal como eu estão ou vão estar na fase decisiva do semestre:


quinta-feira, 2 de janeiro de 2014