quinta-feira, 4 de maio de 2017

Emocionalmente? Tou uma m*rda

Não há muito a dizer porque o título fala por si. Não sei se é o stress, a sensação de que não consigo cumprir tudo aquilo que me pedem ou se é apenas a ansiedade e correria do dia-a-dia mas sinto-me a desabar aos poucos e a sorrir por fora.
Cheguei ao ponto de (imaginem lá) criar a minha agenda! EU!!! A SUPER DESORGANIZADA! A que perde cadernos e canetas e nunca sabe onde está nada. Que faz mil planos e cumpre -1. Cheguei a um ponto de exaustão e stress que me virei para as agendas e organizadores semanais.
Que Deus me ajude que a vida cá na terra está por demais.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Há pessoas que nos vêm por dentro

Numa auditoria uma senhora contou-me que já passou por muito a nível de saúde. Com diversos problemas seguidos de operações e tratamentos que nem sempre deram resultados positivos (apenas efeitos colaterais).
A meio da auditoria, estava eu sossegada no meu canto, quando a senhora me diz
"Menina, não leve a mal o que vou dizer mas quem a vê diz que é uma pessoa feliz"
E eu disse que sim, porque no fim de contas, somando tudo o que tenho, posso concluir que o sou. Então ela continuou.
"Mas eu vejo que a menina tem uma dor muito grande dentro de si, aconteceu alguma coisa ou até muitas coisas em conjunto que a menina não soube como lidar e deixou-as de lado para poder continuar de certo modo a fazer-se feliz, mas tem momentos em que essas coisas voltam e perde o sorriso, mas não a força"
A verdade é que tenho momentos na minha vida que sou incapaz de esquecer porque marcaram quem eu era/sou para sempre. Momentos variados, momentos de luto, de tristeza profunda, de levantar a cabeça e enfrentar mais uma coisa má.
O fim de 2013 foi particularmente severo para mim, com duas perdas muito próximas que ainda hoje me causam o sentimento de culpa, inutilidade e desespero por ser um adeus definitivo. Nenhuma dor física (e acredirem que esta também esteve presente nesse periodo) consegue superar a dor psicológica e pressão que eu tinha nessa altura.
Eu não pude fazer o luto, ou talvez não quisesse. Preferi continuar a viver porque sabia que não existe nada que me possa apagar esta falta. Não me arrependo de o fazer. Há quem entre em depressão por motivos variados mas sempre associado a algum tipo de dor psicologica. Eu apenas não sou capaz de a viver, não consigo ficar fechada em casa e passar a vida a chorar e consequentemente perder os bons momentos por causa de episodios que foram dolorosos.
Faz mal, diz quem me conhece. Deves expor a situação, desabafar e libertar-te disso. Mas não consigo, não é por medo de recriminação, não é por medo de não me compreenderem. É apenas porque há coisas das quais nunca nos libertámos.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

A vida dá e tira pessoas

A vida dá-nos e tira pessoas da nossa vida. Não, não me refiro à vida e morte mas sim áquelas que entram no nosso caminho e por um motivo ou outro acabam por sair dele.
Todos nós já passamos por isso.
No meu caso, o que mais me impressiona ainda nos dias de hoje foi a saida abrupta de uma melhor amiga. Ela mudou tanto daquilo que era que, atualmente (passados 10 anos), chego a pensar que nunca foi aquilo que me mostrou.
Não eramos as mais populares da escola mas a meu ver eramos felizes. Até ao dia em que ela deixou de me acompanhar e passou a fazer as maluquices que lhe iam na cabeça para ser como eles. Eu vi-a mudar do meu canto, sem perceber porquê.
Vejo-a de longe a longe mas só há uns dias conseguimos os ditos "dois minutos de conversa".
Tem o seu próprio negócio e pelos vistos corre bem. Até que no meio da conversa me diz:
- gostas do meu anel? foram uns amigos meus que me deram. É da Pandora. Sabes, eu tenho um amigo que é cheio da pasta e então eu sempre que estou com ele pedincho pulseiras, malas, brincos etc para que ele mos dê. E ele é tão tapadinho que mos dá! Não é fofo?
Na altura apenas sorri (porque sou educada obviamente) mas senti que no final de tudo há uma coisa que nunca vai mudar em mim - honestidade. É algo que ela deixou de conhecer e é uma coisa que fica bem em toda a gente. Muito melhor do que qualquer pulseira, mala ou par de brincos...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

PARABÉNS! já podes ser preso em todo o mundo (e ir a casinos!)


"Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente
Eu sei que vou te amar

E cada verso meu será pra te dizer
Que eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida

Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar,
Mas cada volta tua há de apagar
O que essa tua ausência me causou

Eu sei que vou sofrer
A eterna desventura de viver à espera
De viver ao lado teu
Por Toda a minha vida."

Não preciso de dizer mais ♥ Desejo que sejas mil feliz meu amor