terça-feira, 1 de dezembro de 2015

"Torço pela felicidade dos outros porque GENTE FELIZ NÃO ENCHE O SACO!"

Muita gente me diz que tenho de aprender a dizer não. A não esquecer o que os outros me fazem. A não perdoar o imperdoável.
Mas eu não consigo. Sei que muitas vezes deveria dizer não mas gosto de ajudar e acredito que se hoje somos nós a ajudar, amanhã podemos ser os ajudados.
Dizem que há certas coisas que não se perdoam mas todos cometemos erros. Eu perdoo quem me trai, perdoo quem me magoa a ponto de deixar marcas, de mudar a minha maneira de ser. Não esqueço, mas perdoo. Porque se não o fizer vou andar a carregar um peso que não é meu, vou pensar em vinganças desnecessárias que não me vão trazer qualquer tipo de felicidade.
Se volto a confiar? Dificilmente... Como diz o proverbio "gato escaldado de água fria tem medo". Mas não atiro isso à cara das pessoas, não espezinho a pessoa nem esfrego na cara o que se passou.
Para mim, toda a gente merece ser feliz, mesmo aqueles que me fizeram sofrer.
Porque como diz o outro:

Gente feliz não chateia, não pensa em vinganças nem sequer em fazer o outro menos feliz. 
A gente quando é feliz quer aproveitar o momento e torce para que ele dure, não temos tempo de infernizar a vida dos outros...

Sem comentários:

Publicar um comentário